Violet Evergarden conta a história de uma garota-soldado, que após uma dura batalha, perde os dois braços, e sem entender os sentimentos humanos em geral, ela ouve seu major dizer “eu te amo”, mas ela não entende o que ele quis dizer. Após o término da guerra, ela se torna uma Auto Memories Doll. O anime, então, coloca seu foco em histórias episódicas, onde ela faz esse trabalho para ajudar as pessoas, com breves trechos de seu próprio passado chegando de vez em quando.
Infelizmente, isso se refere a dois dos maiores problemas do anime: “episódico” e “breves trechos”.

fdd

Um anime ser episódico, não e algo necessariamente ruim, Animes como Mushishi e o Kino no tabi antigo fizeram isso muito bem. No entanto, em Violet, acho que isso prejudica mais o do que ajuda. O único segmento contínuo entre esses episódios é a Violet se tornando mais emocional ao longo do tempo. Outros tópicos parecem extremamente carentes. O mundo não é expandido de forma alguma, o “main Plot” não recebe a atenção necessária e, à medida com que os episódios continuam com uma resolução dramática após uma resolução dramática, há pouco progresso. Isso não quer dizer que todas essas histórias episódicas foram ruins, o episódios 5 e 10 mostram a força e as dificuldades que uma boneca de memória deve enfrentar, e vários outros episódios com histórias episódicas tiveram seus momentos. O episódio 5 é também um dos poucos episódios a fazer alguma construção de mundo, exibindo um mapa que eu gostaria que tivesse mais significado, mas continua compartilhando a mesma falta de progresso. Alguns podem debater se todos esses trabalhos funcionam como planejados, mas seria difícil negar o pouco impacto que eles têm sobre o que o Anime está sendo como um todo.

khn

O mundo de Violet Evergarden e bem vasto, mas ao mesmo tempo, não é minimalista o suficiente para se passar como um anime episódico. Suas roupas influenciadas pelos ingleses, os códigos de honra japoneses, a comida chinesa e a indiferença à tecnologia com coisas como os braços da Violet, não se misturam muito bem. Vemos um lindo reino no episódio 5, que funciona para esse episódio, mas não é expandido além disso, visto apenas em algumas cenas. A maioria dos episódios são visitas a casas aleatórias, e quando algo é mencionado, como uma disputa de país no episódio 4, parece uma reflexão tardia para locais sem caráter. Mesmo o conceito do Auto Memories Doll não é explorado de acordo com as melhores habilidades da série, sendo explicado na ideia, mas dificilmente em execução. No final, pouco sobre o mundo me impressionou, uma falha em fornecer o contexto adequado para a guerra me deixou apático, e tomando a direção de um épico grandioso e arrebatador, isso parece um pecado.

VioletEverGarden-Episode1-24-1024x576

Agora, de longe, a parte onde esse anime mais se destacou, foi na animação apresentada. Isso continua a provar que o Kyoto Animation é um dos melhores estúdios disponíveis em quesitos visuais. Os desenhos são todos agradáveis e bastante detalhados, e a animação quando presente deixa os cabelos (e muito mais roupas incomuns!) Se movimentarem constantemente ao vento. Momentos maravilhosos como o toque da água no episódio 7 acontecem. Fundos, embora carentes de variedade, também têm uma boa quantidade de detalhes visuais e, no caso de áreas como o castelo, são bem apresentados no storyboard.

Sem título

A trilha sonora também e muito boa, os episódios têm OSTs agradáveis quando necessário para os clímax emocionais, e a OP com uma pitada de melancolia nas palavras e no tom, funciona bem para a série. Não é exatamente a trilha sonora mais mística ou atmosférica que eu já ouvi, mas é funcional e se encaixa no programa, então eu não posso culpá-la pela má edição de som.

O elenco principal é totalmente subdesenvolvido e pouco explorado. Começando com a própria Violet, seu arco de compreensão da emoção é o fio condutor ao longo da série, e isso é perfeitamente satisfatório, mas sua execução deixa pouco a desejar. A falta de um pano de fundo apropriado que levasse ao seu clímax, mais uma vez, dói o que poderia ter sido um arco mais forte, mas até mesmo a execução desse próprio arco parece falha. No episódio ‘3’ por exemplo, temos Violet tendo uma aula como uma Auto Memories Doll. Por causa de sua falta de compreensão, ela falha na aula. No entanto, por que ela ajudou uma das alunas no final do curso, ela foi autorizada a passar de qualquer maneira. Isso parece uma história preguiçosa. Se você falhar em uma aula, deve ser um sinal para melhorar ativamente por conta própria, e não para se deparar com uma idéia de “passe livre da prisão”.

HorribleSubs-Violet-Evergarden-13-720p.mkv_snapshot_18.33_2018.04.06_17.49.56-1024x576

Eu tenho muita dificuldade em pensar em quaisquer outros personagens recorrentes porque, bem, nenhum deles fez nada a ponto de eu ter que procurar a maior parte de seus nomes antes de escrever esta review. Blue e Hodgins, pareciam a princípio, que teriam um papel central em ajudar Violet a superar sua luta e se reajustar a uma sociedade pós-guerra, mas essa ideia foi rapidamente esquecida. Cattleya, se arrasta da mesma forma, aparecendo de vez em quando, mas sem fazer nada relevante ou ter impacto na história.

Concluindo

Apesar da Review, eu dificilmente diria que Violet Evergarden não vale a pena assisti. Os episódios 5 e 10 têm momentos em que eu genuinamente respeito seu esforço/comprometimento, e alguns outros episódios episódicos tiveram alguns dos melhores momentos do anime. No início, fiquei intrigado com o mundo da série, o passado de Violet, a variedade visual e o que todos os personagens recorrentes fariam para fazer o elenco parecer completo. No entanto, a série me frustra com a facilidade com que descartou cada elemento de imagem grande de si mesmo, para se agarrara como um anime sentimentalista. A tal ponto que a maioria das histórias episódicas se posicionam dessa maneira. O que nos resta é uma série que ocasionalmente faz o trabalho, mas com tanta alma quanto o braço de metal da Violet. Parece brilhante e eficiente quando precisa ser, e que, pelo visto, conseguiu agradar seu público alvo, mas infelizmente, para mim, continua sendo bastante vazio e superficial por dentro.

A Larissa escreveu as impressões semanais sobre o anime, então se quiserem uma opinião mais detalhada sobre cada episódio, recomendo da uma olhada aqui.

Anúncios